Capa » Passa Tempo » Novelas antigas que marcaram época
Novelas antigas que marcaram época

Novelas antigas que marcaram época

Novelas antigas que marcaram época

Há muito tempo as novelas fazem sucesso no Brasil. A primeira novela brasileira foi produzida em 1951 e a televisão brasileira já exibiu até hoje, mais de 800 novelas.

As novelas são responsáveis pelos maiores índices de audiência da televisão. A de maior público foi Roque Santeiro, novela exibida entre 1985 e 1986, com audiência média de 78%. Elas também desencadeiam um processo de comercialização de muitos produtos, entre eles o da moda e o da música.

Dentre tantas e tantas novelas, algumas, por vários motivos, marcaram nossas mentes e corações. Difícil é elaborar uma lista com as novelas antigas que marcaram época sem deixar nenhuma importante de fora.

As novelas mais antigas foram o Direito de Nascer (1964/1965), Antônio Maria, escrita por Geraldo Vietri eBeto Rockfeller, criada por Cassiano Gabus Mendes e escrita por Bráulio Pedroso, exibidas na  TV Tupi entre 1968 e 1969. A TV Excelsior apresentou a novela mais longa da história antiga da TV, Redenção (1966/1968), superada depois por Chiquititas do SBT, que ficou de 1997 até 2001.

Entre os autores, os maiores sucessos ficaram para Janete Clair, Dias Gomes e Gilberto Braga.

Janete Clair, escreveu várias novelas de sucesso como Irmãos Coragem (1970/71), Selva de Pedra (1972/73), Pecado Capital (1975/76), Duas Vidas (1976/77), O Astro (1977/78). Sendo Selva de Pedra, a mais importante, com uma audiência enorme e uma trama bem elaborada.

Dias Gomes, dramaturgo que escreveu as novelas “Bandeira Dois (1971/72)”, “O Bem Amado (1973)”, “Saramandaia (1976)”, e “Roque Santeiro (1985/86), escrita com a colaboração de  Aguinaldo Silva” um sucesso de público, crítica e de faturamento.

Gilberto Braga com novelas como: Dancin’ Days (1978/79), que espalhou discotecas por todo o Brasil e Água Viva (1980).

Além dessas famosas novelas, outras também podem constar da lista: Mulheres de Areia (Tupi, 1973/1974), de Ivani Ribeiro; Escrava Isaura (Globo, 1976/1977), foi a mais famosa novela brasileira no exterior; Guerra dos Sexos (Globo, 1983), com dois atores, ícones do teatro brasileiro, Fernanda Montenegro e Paulo Autran; Vale Tudo (Globo, 1988); Que Rei Sou Eu? (Globo, 1989); Tieta (Globo, 1989/1990) e Pantanal (Manchete, 1990), um grande sucesso de Benedito Ruy Barbosa que acabou com a hegemonia da Globo.

Casais românticos que ninguém se esquece

Simone e Cristiano (Selva de Pedra, 1972), Amanda e Herculano (O Astro, 1977), Porcina e Sinhozinho Malta (Roque Santeiro, 1985), Júlia e Cacá (Dancing Days, 1978), Lara e João (Irmãos Coragem, 1970), Aline e Jean-Pierre (Que Rei Sou Eu?, 1989), Lucinha e Carlão (Pecado Capital, 1975), Lurdinha e Marcos (Anos Dourados, 1986), Jô e Fábio (A Gata Comeu, 1985), Babalú e Raí (Quatro Por Quatro, 1994). Rodrigo e Nice (Anjo Mau

Mistérios que causaram grandes expectativas nos telespectadores

Quem matou Salomão Hayala? (O Astro, 1977). Quem matou Odete Roitman? (Vale Tudo, 1988). Quem era o Cadeirudo? (A Indomada, 1997). Quem explodiu o shopping Tropical Towers? (Torre de Babel).

Lembra aquela música?

A música certa, na hora certa e uma boa história ficam inesquecíveis.  A trilha encanta tanto quanto a novela. Algumas músicas de novela ao ouvir o primeiro acorde, já transportam como num passe de mágica para o cenário que se tinha tal idade e vivia daquele jeito.

Em 1972, a música Rock and Roll Lullaby, de B.J. Thomas, tornou-se um enorme sucesso no país por causa do casal Simone e Cristiano de Selva de Pedra.

Outros grandes sucessos musicais que encantaram as novelas brasileiras foram: Brasil, música com Gal Costa, abertura da novela Vale Tudo.  Dancin Days, com o grupo As Frenéticas : “Abra suas asas, solte suas feras…” tocada até hoje em todas as festas de casamento à formatura. Per amore – Zizi Possi, novela Por amor.  Dona – Roupa Nova , na novela Roque Santeiro.O amor e o poder – Rosana, novela Mandala. Codinome beija flor – música de Cazuza, com Luis Melodia – música do casal Taís e Beija Flor na novela O dono do Mundo.Meu mundo e nada mais – Guilherme Arantes. O tema de Rodrigo em Anjo Mau. Banho de Lua, música de abertura da novela Estúpido Cupido, produzida pela Globo em 1975. Gabriela, em 1975, com Gal Costa abertura da novela Gabriela. A lambada tomou conta do país com Me chama que eu vou, novela Rainha da Sucata, em . Tieta do Agreste, com Luis Caldas.

E tem muito mais. Faça a sua lista das melhores novelas e das melhores trilhas musicais também!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*