Capa » Geral » O PRIMEIRO CARRO USADO
O PRIMEIRO CARRO USADO

O PRIMEIRO CARRO USADO

O PRIMEIRO CARRO USADO
Para muitos o primeiro carro é sempre um carro usado, porque é muito mais barato e pode te levar do lugar A ao lugar B da mesma maneira, só que talvez com menos luxo. Por causa disso as pessoas costumam querer comprar um carro usado e se debatem com algumas burocracias e com alguns cuidados que devem ser tomados para se fazer um bom negócio.
Neste artigo vamos explicar um passo-a-passo de como comprar um carro usado

#1 – ELIMINE AS MARCAS DE CARRO QUE COSTUMAM DAR PROBLEMA
Existem marcas que dão mais problemas do que outras, e problemas custam dinheiro.
Isto existe há muitos anos e se chama NIVEL DE QUALIDADE e serve para você medir a qualidade de uma montadora de carros.

Um carro da Honda por exemplo, muito raramente pode ter problemas técnicos e isso te economiza dinheiro, então o primeiro passo é preferir focar nas marcas de carros que possuem boa qualidade e que não vão te dar dor de cabeça.

E dor de cabeça com carros podem gerar gastos extremamente altos.
Segue algumas boas marcas de carros para que você possa comprar um bom carro usado:

• Honda
• Toyota
• Audi
• Chevrolet

Carros importados possuem uma rigorosa verificação de qualidade nas suas montadoras, em relação a qualidade de peças etc. Dentre os importados as montadoras japonesas possuem mais destaque nisso. Por isso comprar carros usados destas montadoras te favorece muito porque você vai pegar um carro que apenas o ex-dono “enjoou dele” e não algo que está possivelmente quebrado ou com mal-funcionamento.

Procure carros nestes sites:
www.webmotors.com.br/Carros‎
http://www.icarros.com.br/
http://www.primeiramao.com.br/categoria/carros

#2 – GOSTOU DO CARRO ? AVALIE E TESTE-O
Sim o carro está muito bonito, bem lavado, pintura impecável….mas…..e as peças?
Você precisa avaliar qualquer carro seminovo antes de PENSAR em comprá-lo para só depois falar de dinheiro com o dono. Faça este procedimento com um carro:

1. Leve o carro em 3 a 5 mecânicos diferentes para avaliação
2. Cheque se a documentação do carro está em dia
3. Cheque se o carro não é roubado
3. Cheque o preço do seguro do carro
4. Cheque o preço do IPVA e outros possíveis impostos

O primeiro passo pode ser substituido por apenas UM mecânico se ele for seu amigo.
Mas recomendo uma variedade para que você veja o padrão das respostas, isto deixa as avaliações mais imparciais e te dá resultados melhores.

O terceiro passo é MUITO importante, e isso vem da própria policia porque o que existe de pessoas comprando carros roubados não é uma estatistica a ser ignorada.
Faça o seguinte:

• cheque o número do chassi
• cheque os numeros dos vidros
• cheque os numeros da placa

Utilize o site do DETRAN para checar se a placa é verdadeira e se não existem pendências, como multas por exemplo e verifique se o documento do carro não foi adulterado. Os verdadeiros possuem um alto-relevo em toda a sua volta. É de EXTREMA IMPORTÂNCIA que a vistoria seja feita com o documento ORIGINAL. Nada de copias lembre-se disso!

#3 – CARRO APROVADO E AGORA?
Bom, agora é hora da BUROCRACIA.
Pelas regras de hoje o documento de transferência do veículo só pode ser assinado em cartório, pelo atual dono do carro e por você (comprador), na hora do reconhecimento da assinatura. Esse recibo deverá ser AUTENTICADO e depois entregue ao Departamento de Trânsito. O novo proprietário tem 30 DIAS para fazer essa transferência.

Para a segurança de ambos (comprador e dono) o pagamento ideal deve ser através de:
• cheque visado OU cheque administrativo
• nominal
• entregue apenas no ato da assinatura do recibo em cartorio

Tire 2 cópias autenticadas do recibo de transferência e fique com uma delas para recorrer de eventuais infrações cometidas pelo proprietário anterior antes da data da venda.
O mesmo é válido para quem está vendendo o veículo, para não responder por atos e infrações do novo dono.

Envie a outra cópia para o DETRAN. Com o sistema de pontuação de hoje em dia do novo Código de Trânsito é muito importante comunicar logo a venda do carro e a mudança de proprietário. Assim, quem está comprando (ou vendendo) o carro se isenta de multas, do acúmulo de pontos na carteira, e da responsabilidade em eventuais acidentes a partir da data da venda.

#4 – DOCUMENTAÇÃO OBRIGATÓRIA
A documentação deve estar tudo OK tanto para você quanto para o dono.
Você precisa exigir o seguinte do proprietário do veiculo:

• Comprovante atual do pagamento do IPVA + cópias dos comprovantes dos 2 anos anteriores
• Comprovante atual de pagamento do Seguro Obrigatório
• Certificado de Registro e Licenciamento de Veículos.
• Certificado de Transferência (recibo) datado, preenchido e com firma reconhecida.
• Quarta via de importação, no caso de veículos estangeiros

#5 – DOCUMENTAÇÃO PARA TRANSFERENCIA DE PROPRIEDADE
Para transferir o carro para o SEU nome, sem que precise fazer a alteração de placas, o órgão do DETRAN pede os documentos abaixo:

• Comprovantes do pagamento do IPVA atual (e de dois anos anteriores), do seguro obrigatório e de multas pendentes
• Certificado de Registro e Licenciamento do veículo
• Certificado de Transferência (recibo) datado, preenchido e com firma reconhecida
• Cópias da Carteira de Identidade e do CPF
• Comprovante de residência (conta ou extrato bancário, confirmando endereço)
• Decalque do número do chassi do veículo

#6 – DOCUMENTAÇÃO PARA TRANSFERIR A PLACA DO CARRO
Caso o veículo esteja emplacado em outra cidade ou Estado, para a transferência de propriedade, além dos itens acima será preciso acrescentar os seguintes documentos:

• Prontuário ou histórico do carro
• Certidão Negativa de Multa (do município de origem do veículo)
• Certidão Negativa de Furto/Roubo (caso de veículo com origem em outro Estado)
• Comprovantes do pagamento do IPVA
• Licenciamento do veículo com seguro obrigatório
• Certificado de Transferência (recibo) datado, preenchido e com firma reconhecida
• Vistoria obrigatória nos postos do Detran e decalque do chassi

RESUMINDO…
Para ficar mais simples veja o que você deve fazer:

1. Preencha o verso do DUT (Documento Utilitario de Transferência)
2. Pegue a assinatura do vendedor do carro em um campo especificado para ele no DUT
3. Assine você como comprador
4. Diriga-se juntamente com o vendedor do carro a um cartório
5. Reconheça firma da assinatura do vendedor do carro
6. Encaminhe ao despachante para transferência

Depois de tudo isso você pode ficar tranquilo porque você fez uma boa compra.
Aproveite bem seu carro usado amigo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*